Outubro Rosa: importância da prevenção do câncer de mama

O câncer de mama é o tipo que mais afeta mulheres em todo o mundo. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), essa é a principal causa de mortes entre as mulheres em todas as regiões do país, com exceção da Região Norte — onde a principal causa da mortalidade é o câncer de colo de útero. 

Para promover a prevenção e o diagnóstico precoce, a conscientização por meio de campanhas como o Outubro Rosa é algo extremamente importante. Você sabe o que é Outubro Rosa? Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre o movimento e sobre a prevenção do câncer de mama:

Índice

O que é Outubro Rosa?

Celebrado desde os anos 90, o Outubro Rosa é um movimento de conscientização sobre o câncer de mama, que ocorre anualmente durante todo o mês de outubro.

No mês, acontecem diversas campanhas e eventos que possuem como principal objetivo alertar as mulheres sobre a importância da prevenção, do diagnóstico precoce e do tratamento da doença.

Como surgiu o movimento?

Originado nos Estados Unidos, na década de 1990, o movimento Outubro Rosa surgiu quando a Fundação Susan G. Komen for the Cure promoveu uma corrida pelas ruas de Nova York, com o intuito de conscientizar as pessoas sobre o câncer de mama.

A fundação distribui laços da cor rosa para os participantes da corrida, e desde então, a cor tornou-se símbolo da luta contra o câncer de mama, não só nos Estados Unidos, mas em todo o mundo. 

Outubro Rosa no Brasil

No Brasil, a primeira ação relacionada ao movimento aconteceu no ano de 2002, quando o monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (o Obelisco do Ibirapuera), na cidade de São Paulo, recebeu uma iluminação na cor rosa. Com o passar dos anos, o movimento do Outubro Rosa foi se popularizando no país.

O câncer de mama

O câncer de mama é uma doença que possui como principal característica o crescimento descontrolado das células mamárias malignas. Esse tipo de câncer pode afetar tanto as mulheres quanto os homens. No entanto, é mais comum em mulheres, uma vez que trata-se do tipo de câncer mais diagnosticado em mulheres em todo o mundo.

Quais são os sintomas do câncer de mama?

Os sintomas do câncer de mama podem variar de paciente para paciente. Entretanto, os sinais mais comuns que podem indicar a necessidade de procurar por um médico especializado são:

  • Nódulo ou caroço na mama;
  • Surgimento de caroço na axila;
  • Irritações na pele;
  • Mudanças na pele da mama;
  • Secreção;
  • Alterações no tamanho ou na forma da mama;
  • Dores e desconfortos na mama.

O aparecimento de sintomas pode indicar a necessidade de procurar por um médico ginecologista para a realização de exames especializados. Por esse motivo, é extremamente importante que as mulheres estejam atentas a eventuais alterações.

As causas do câncer de mama

Apesar de não existir uma causa única para o desenvolvimento da doença, as causas do câncer de mama estão diretamente associadas a alguns fatores de risco, como:

  • Idade;
  • Histórico familiar;
  • Exposição a radiações ionizantes;
  • Uso de hormônios;
  • Consumo excessivo de álcool;
  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo.

O diagnóstico e o tratamento da doença

Para diagnosticar ou descartar a doença, o médico especialista pode solicitar uma série de exames como:

  • Mamografia;
  • Ultrassonografia;
  • Ressonância magnética;
  • Biópsia. 

Após a realização dos exames, com o diagnóstico, o oncologista em Uberlândia pode orientar o paciente sobre as possibilidades de tratamentos do câncer de mama, considerando questões como o estágio da doença e o estado clínico do paciente. 

Os tratamentos indicados podem ser:

  • Cirurgia;
  • Radioterapia;
  • Quimioterapia;
  • Terapia Hormonal.

Em alguns casos, a realização de um tratamento multidisciplinar é extremamente importante para a saúde e o bem-estar do paciente.

O autoexame previne a doença?

O autoexame não previne o câncer de mama. No entanto, ele é extremamente importante para que as pessoas possam identificar a doença ainda em seu estágio inicial. 

Isso porque, quando a mulher toca e examina as próprias mamas, é possível que ela identifique eventuais sinais de que há algo de errado, para que ela possa procurar atendimento especializado e realizar exames específicos ,que podem diagnosticar a doença e tratá-la posteriormente.

A importância do diagnóstico precoce

Segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA), as chances de cura do câncer de mama podem chegar a 95%, quando a doença é diagnosticada no estágio inicial.

Dessa forma, é fundamental que além do autoexame, as mulheres consultem-se regularmente com médicos especialistas, para realizar a mamografia e outros exames, principalmente em caso do aparecimento de sintomas da doença.

Como prevenir o câncer de mama?

A prevenção do câncer de mama está diretamente associada ao controle dos fatores de risco. Isso porque, algumas medidas podem ser muito importantes para a redução dos riscos de desenvolvimento da doença:

Estilo de vida saudável

Para reduzir os riscos de desenvolvimento do câncer de mama e de outras doenças, adotar um estilo de vida saudável, mantendo uma dieta equilibrada e praticando exercícios físicos regularmente é algo extremamente importante.

Evitar hábitos prejudiciais

O consumo excessivo de álcool e o tabagismo são fatores de risco para o câncer de mama. Dessa forma, não fumar e não consumir álcool excessivamente é fundamental para a diminuição dos riscos da doença.

Conscientização 

É muito importante promover a conscientização sobre o câncer de mama, como por meio de campanhas como o Outubro Rosa. Isso porque, essa é uma maneira eficiente de manter-se informada sobre a doença, entendendo sobre a importância de medidas preventivas.

Consulte o ginecologista regularmente!

Apenas para prevenir-se ou em caso de sintomas, agende sua consulta com um ginecologista e com médicos de outras especialidades.

Conte com o Complexo UMC e cuide da sua saúde!

Referência:

Sociedade Brasileira de Mastologia

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia

FAQ

O autoexame é eficaz na detecção do câncer de mama?

O autoexame das mamas é extremamente importante para o conhecimento do próprio corpo, ele pode ajudar as mulheres a detectarem eventuais alterações nas mamas.

Quem deve fazer mamografias e com que frequência?

A partir dos 40 anos, é importante que as mulheres realizem a mamografia anualmente. No entanto, mulheres com histórico familiar, com outros fatores de riscos ou com sintomas podem precisar fazer a mamografia mais cedo ou com mais frequência.

O câncer de mama tem cura?

Sim, principalmente em casos de detecção precoce. Atualmente, existem muitos tratamentos eficientes para a doença.

Qual o papel do ginecologista na prevenção do câncer de mama?

O ginecologista em Uberlândia é extremamente importante para o fornecimento de orientações, além de ser crucial na detecção e tratamento da doença.

Compartilhe: