Cardiologia: veja a função desta área médica

Colaboração:

Dr. Roberto Botelho

CRM 22120 MG

A importância de tratar de um assunto como a cardiologia é, justamente, transmitir boas práticas e informações de saúde para impactar a população e auxiliar na prevenção de problemas relacionados ao coração. Problemas que devem, sempre, ser acompanhados por um cardiologista em Uberlândia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) acredita que aproximadamente um terço das mortes por doenças sejam causadas por enfermidades cardiovasculares. Inclusive, no Congresso da Sociedade de Cardiologia do estado de São Paulo, realizado em junho de 2019, o tema foi “Reduzindo a mortalidade por doenças cardiovasculares”.

Por isso, aprofundar-se nesse tema é essencial! 

O que é cardiologia?

A cardiologia pode ser definida como o campo da medicina responsável por estudar, cuidar e tratar o coração, bem como os vasos sanguíneos. A especialidade é dividida, principalmente, em duas grandes áreas: a preventiva e a curativa.

Cardiologia preventiva

A cardiologia preventiva é destinada à prevenção de doenças cardíacas ou do sistema circulatório. Afinal, a tendência é que as enfermidades relacionadas sejam um problema ainda maior no futuro e, quanto antes tratadas, mais chances de êxito. Por isso, não deixe de procurar cardiologistas em Uberlândia caso identifique os sintomas que vamos citar abaixo.

Cardiologia curativa

Já a cardiologia curativa, como o próprio nome sugere, volta-se para a cura e o tratamento das doenças, sejam congênitas ou desenvolvidas com o tempo. A partir disso, o tratamento é baseado no estudo dos sintomas para seu diagnóstico.

Qual o momento de procurar pelo cardiologista?

É válido ressaltar que o acompanhamento regular com o cardiologista é sempre recomendado. Quando for fazer um check-up, não se esqueça do coração! Mas, caso você não tenha o costume de passar em consultas em uma clínica de cardiologia em Uberlândia, alguns sintomas podem indicar a necessidade de visitar o médico. Por exemplo, dores no peito, sensação de cansaço constante, suor excessivo e tonturas.

Todo cuidado com o coração é pouco

Ao contrário da crença popular de que problemas como violência, acidentes e o câncer são as principais causas de morte no Brasil, duas doenças dominam o ranking de óbitos no país: a doença isquêmica do coração, conhecida como doença arterial coronariana, e as cerebrovasculares. A primeira apresenta taxa de mortalidade de 80,02 para cada 100 mil habitantes, a segunda de 56,58.

Visto que a sociedade brasileira cresce e envelhece mais a cada ano, o cuidado com a saúde cardíaca e a valorização do médico cardiologista são essenciais para garantir a saúde. Por isso, no Complexo UMC, contamos com profissionais altamente capacitados, que podem atuar ao lado de outros especialistas de forma complementar. Conheça nossos profissionais!

Referências:

Instituto de Cardiologia – https://www.cardiologia.org.br/ 

Compartilhe: